Karyne Magalhães

Abrir Menu Mobile

Tratamentos

Restaurações Dentais

Restaurações dentais: o que é?

Restaurar é devolver o que foi perdido ou melhorar o que já existe. No caso das estruturas dentais, as restaurações também são realizadas para deixar o sorriso mais bonito e mais harmônico. Isso pode ser feito por meio das restaurações estéticas diretas, realizadas diretamente no dente durante uma sessão, ou indiretas, realizadas em laboratório em mais de uma sessão.

Dentes muito pequenos, com formato conóide (que possuem forma de cone), triangulares e até mesmo os espaço entre os dentes, chamados diastemas, podem ser motivos para impedir um sorriso ou, até mesmo, constranger as pessoas durante as refeições sociais. Isso pode acontecer porque pequenos pedaços de comida, por vezes, podem se depositar entre os dentes, causando desconforto e irritação.

Afinal, quando um alimento fica preso bem nos dentes da frente, como um pedaço de alface, por exemplo, não fica nada bonito, não é? Se você quiser alertar a pessoa sobre uma sujeira entre os dentes, fale bem baixinho, próximo ao ouvido. Eu gostaria de ser avisada e você?

Outros problemas também podem impedir uma pessoa de se sentir confortável com o próprio sorriso. Você pode quebrar um dente acidentalmente, ter cárie, perder partes da estrutura do dentes pelo apertamento dental, bruxismo (ranger dos dentes) ou por mastigar um alimento mais duro. A ingestão de bebidas e comidas ácidas, refluxo gastroesofágico, hábitos deletérios (roer unhas, mastigar gelo) são mais alguns dos motivos, entre outros. Mas de uma forma ou outra, há solução para qualquer um desses problemas.

Dentes sensíveis ou sensibilidade dental é uma das maiores queixas de pacientes. O incômodo ao tomar água gelada, sorvete e até mesmo ao escovar os dentes pode ser revolvido se o problema for a perda de parte da estrutura dental. E fique você sabendo que aqueles comerciais “milagrosos” mostrados na TV, nos quais algum produto promete acabar com a sensibilidade após algumas escovações, não são verdadeiros. O tratamento para sensibilidade dental pode requerer mais do que apenas restaurar a parte dental perdida.

 

Sempre que um dente precisa ser restaurado, temos algumas opções de materiais:

 

– Resinas compostas

Materiais mais similares a beleza natural dos dentes. Eles são a minha primeira escolha quando indicado. As resinas compostas passam despercebidas aos olhos dos não especialistas por se aproximarem muito da cor dos dentes naturais ou dentes clareados.

– Cerâmicas (porcelanas)

É um bom material e pode ser utilizado em casos de perdas extensas das estruturas dentais, próteses sobre implantes, facetas e próteses fixas.

– Ionômero de vidro

Mais utilizado como material provisório, o ionômero de vidro é muito indicado para pessoas que têm dificuldade em higienizar os dentes, como crianças, pessoas com déficit motor e pacientes especiais. Esse material libera flúor constantemente, evitando a cárie. Porém, essa seria uma opção apenas para casos muito especiais.

 

Dúvidas frequentes

A arte de restaurar dentes ou estruturas perdidas é o nosso foco não apenas pela estética, mas também pela função e proteção da sua oclusão dental (encaixe dos dentes). Talvez essas sejam suas dúvidas:

 

– Qual o tempo de duração de uma restauração?

Não tem como precisar o tempo de duração de uma restauração, porque isso depende dos hábitos de vida e da saúde do paciente. Entretanto, o acompanhamento é realizado a cada seis meses.

– Restauração de amálgama faz mal? Devo trocar?

A restauração de amálgama não faz bem, isso porque esse material é composto por ligas metálicas e mercúrio. Se você deseja a substituição por motivos estéticos, não vejo problema em trocar. Se houver fratura de material ou recidivas de cárie não há dúvidas que você precisa refazer a restauração.

– Há riscos de quebrar uma restauração?

Sim. Se até o próprio dente pode se quebrar, o material não está isento.

– Qual o melhor material restaurador?

Resinas ou cerâmicas. A escolha depende do remanescente dentário, dos dentes vizinhos e dos dentes antagonistas.

– Faço clareamento antes ou após as restaurações?

Na maioria dos casos antes, para que não aconteça divergência de cor após o clareamento.

– Restaurações podem ocasionar sensibilidade dental?

Apenas se houver interferência na fase de confecção da restauração. É raro, mas pode sim ocorrer.

– Caso frature alguma restauração, há a possibilidade de reparo?

Se a restauração for em resina sim, mas se a restauração for em cerâmica, o prognóstico do reparo não é muito favorável.

Iniciar conversa
Vamos agendar uma consulta?